Henna Surya creme

Henna é bom? Henna funciona?
Depende do que vc está precisando.
Hoje vou falar da marca Surya, que é nacional e super bem conceituada.
Tenho muitos fios brancos em toda a cabeça (não me arrisco a dizer um percentual, mas é muita coisa) e, por estar grávida e impedida de usar tinturas com amônia, comprei a henna Surya em creme na cor Preta. Custou cerca de trinta reais.
A embalagem vem com um folheto explicativo, um par de luvas, uma touca plástica, um sachê de shampoo, um sachê de condicionador e a própria henna em creme.

IMG_20160614_203903160
O shampoo é bastante parecido com o shampoo Color Fixation da Surya: sem sulfato, textura gel transparente e alto poder de higienização. O sachê quem junto da henna tem 15g de.shampoo, e só essa quantidade higieniza melhor os fios que uma quantidade maior de low poo da Deva (minhas impressões sobre esse produto aqui).
A henna em si rende muito bem! Eu estava com 2-3 dedos de raiz precisando de retoque, e uma embalagem foi suficiente (eu havia comprado duas, caso uma não fosse suficiente). A consistência é grossinha, ótima para espalhar sem escorrer e sem sujeira, porém sem quaisquer dificuldades para sair pelo bico da embalagem.
Fiquei com o produto na cabeça por 60 minutos, conforme instruções.
Após a remoção da henna, é a vez de utilizar o sachê de condicionador, que é muito semelhante ao creme de pentear Color Fixation da Surya: grosso, rende bem, altamente hidratante e desembaraçante.
Após a aplicação meus cabelos ficaram bem tratados, sem o menor sinal de ressecamento, sem cheiro de química impregnada,  com um lindo brilho e com os fios brancos muito bem disfarçados.
Produto perfeito, né? Como eu disse no início do post, depende do que você está procurando.
Essa aplicação foi feita no dia 04 de junho de 2016. A seguir, fotos do cabelo tiradas no dia 14 de junho… dez dias depois. As duas primeiras fotos são de câmera fotográfica, e as demais fotos são de câmera de celular. Dependendo da luz o reflexo nos fios fica vermelho.

DSC_0010DSC_0013IMG_20160614_115407706IMG_20160614_115400060

Por se tratar de henna, achei razoável e previsível o desbotamento; afinal eu passei henna, e não índigo, e naturalmente os fios brancos passariam a ter esses reflexos avermelhados.
Só que, considerando que eu lavo pouco meu cabelo (cerca de três, no máximo quatro vezes por semana, e sendo que só uma vez com shampoo com sulfato), a rapidez desse desbotamento não foi razoável. Afinal, trata-se de um produto que custou trinta reais a unidade. Não agrediu meus fios mas agrediu meu bolso…

“AH MAS É NATURAL E VC PODE USAR A HENNA QUANTAS VEZES QUISER”. Nem que fosse de graça! Sempre achei os rituais de aplicação de henna ou de coloração um saco!!

É claro que a proposta da henna ( e não somente a da Surya, mas das hennas em geral) é completamente diferente de uma tintura com amônia, e dependendo da marca até uma tintura cheia de química por decepcionar nos quesitos cobertura e durabilidade…

Mas eu realmente não pretendo aplicar henna uma vez por semana para disfarçar meus fios brancos (o que me custaria no mínimo cem reais por mês), por isso afirmo que a henna não é pra mim. Dependendo da necessidade, pode ser excelente para outra pessoa pois, apesar de deixar a desejar no quesito durabilidade, é um ótimo tratamento.

Próxima tentativa de disfarçar os fios será com o Brilho&Ton da Niely. Vamos ver o que me aguarda…

E vcs? Preferem o que para colorir os fios?

Light poo da L’Óreal!!!

DSC_0122

Fui à farmácia mês passado e dei de cara com um lançamento da L’Oréal que eu realmente não esperava: o light poo! É uma espécie de bálsamo condicionador de limpeza, vem 400ml na embalagem e até agora só o vi na Droga Raia.
Realmente eu nem imaginava que a Loreal fosse lançar algo do gênero, mas penso que eles tenham tido alguma queda nas vendas de condicionadores, máscaras e cremes de pentear depois que tiveram a péssima ideia de colocar parafina líquida em todas as formas dos referidos produtos. Sério, que eu saiba hoje em dia somente o condicionador nutrição intensa da linha óleo extraordinário e o creme de pentear e o cicatri-creme da linha reparação total 5+ não têm óleo mineral (e ainda assim recomendo que se leia o rótulo desses produtos antes de comprar). O resto pode ignorar (se vc tem restrição com óleo mineral e parafina líquida, claro 😛 )!
Dito isso, achei meio “ilógico” a Loreal lançar um bálsamo de limpeza que, por não ter sulfato, não seria capaz de remover dos fios um ingrediente presente em praticamente todos os  cremes de pentear e máscaras que a própria Loreal comercializa… Não consigo entender…

Mas vamos ao light poo!

DSC_0124

loreal-professionnel-absolut-repair-cellular-cleansing-balm-shampoo-creme-250ml-5118loreal-absolut-control-cleansing-balm-250ml

HCa16_7HCa16_6

A Loreal Professionel já comercializava aqui o cleansing balm das linhas Absolut control (não achei a fórmula online) e Absolut Repair Cellular, e nos Estados Unidos a linha de “farmácia” da marca também contava com um bálsamo de limpeza. Segue comparativo das fórmulas do Light Poo Óleo Extraordinário, EverCurl Cleansing Balm e EverCrème Cleansing Balm etc. As fórmulas não são idênticas!

Light poo Óleo Extraordinário

aqua/water, cetearyl alcohol, behentrimonium chloride, coco-betaine, potato starch modified, guarhydroxypropyltrimonium chloride, sodium chloride, sodium benzoate, phenoxyetanol, trideceth-6, chlorexidine digluconate, polyquaternium-7, limonene, fumaric acid, linalool, benzyl alcohol, benzyl salicylate, amodimethicone, isopropyl alcohol, caprylic/capric triglyceride, cetyl hydroxyethylcellulose, citric acid, cetrimonium chloride, hexyl cinnamal, glycerin, Phyllanthus emblica fruit extract, parfum/fragrance

EverCurl Cleansing Balm

AQUA / WATER / EAU, CETEARYL ALCOHOL, SODIUM COCOAMPHOPROPIONATE, HYDROXYPROPYL STARCH PHOSPHATE, BEHENTRIMONIUM CHLORIDE, PARFUM / FRAGRANCE, ISOPROPYL ALCOHOL, CAPRYLYL GLYCOL, GLYCERIN, CAMELINA SATIVA OIL / CAMELINA SATIVA SEED OIL, MENTHOL, VITIS VINIFERA SEED OIL / GRAPE SEED OIL, TOCOPHEROL, GLYCINE SOJA OIL / SOYBEAN OIL, HEXYL CINNAMAL, LINALOOL, PRUNUS ARMENIACA KERNEL OIL / APRICOT KERNEL OIL, COUMARIN, JUNIPERUS COMMUNIS FRUIT OIL, HELIANTHUS ANNUUS SEED OIL / SUNFLOWER SEED OIL, ROSMARINUS OFFICINALIS (ROSEMARY) EXTRACT. F

EverCrème Cleansing Balm

AQUA / WATER / EAU, CETEARYL ALCOHOL, SODIUM COCOAMPHOPROPIONATE, HYDROXYPROPYL STARCH PHOSPHATE, BEHENTRIMONIUM CHLORIDE, PARFUM / FRAGRANCE, ISOPROPYL ALCOHOL, CAPRYLYL GLYCOL, GLYCERIN, BENZYL BENZOATE, BENZYL ALCOHOL, COCOS NUCIFERA OIL / COCONUT OIL, MENTHOL, VITIS VINIFERA SEED OIL / GRAPE SEED OIL, LINALOOL, TOCOPHEROL, HEXYL CINNAMAL, COUMARIN, LIMONENE, HIBISCUS ESCULENTUS / HIBISCUS ESCULENTUS SEED EXTRACT, JUNIPERUS COMMUNIS FRUIT OIL, PHENOXYETHANOL, ACRYLATES/C10-30 ALKYL ACRYLATE CROSSPOLYMER, HELIANTHUS ANNUUS SEED OIL / SUNFLOWER SEED OIL, ROSMARINUS OFFICINALIS (ROSEMARY) EXTRACT.

Sobre o produto (já usei o light poo óleo extraordinário e supreme control), posso dizer que AMEI!

 Meus fios (a maioria deles) são bem grossos, e eu os classificaria como 3a-3b. Não sou fiel adepta de técnicas de lavagem, porque volta e meia uso um sulfatinho maroto (ATORON). A única coisa certa é que fujo de óleo mineral, petrolatos, parafina líquida como o diabo foge da cruz.

A textura é de um condicionador cremoso porém ralo, e não faz nenhuma espuma. Apesar de eu usar uma boa quantidade do creme a cada lavagem, sinto que rende bem… na verdade uso uma quantidade menor do que usaria se estivesse fazendo co-wash com um condicionador comum, e sinto que a limpeza dos fios é mais duradoura.

A fórmula contém coco-betaína, componente limpante presente na grande maioria dos shampoos sem sulfato, apta a remover diversos tipos de silicones dos fios, o que explica a boa limpeza no couro cabeludo e nos fios que o produto proporciona.

O rótulo diz que o creme light poo dispensa o uso de condicionador, e isso é verdade mesmo! Deixou meus fios bem hidratados e não precisei de condicionador para desembaraçar os fios. Não pesou!

Só não dispensei o creme de pentear porque gosto da rotina pós+chuveiro e porque gosto de modelar com produtos próprios (creme, gel líquido, óleos etc).

DSC_0131
Cabelo após lavagem com light poo, sem uso de condicionador ou leave in

O produto cumpriu absolutamente tudo o que o rótulo promete nos quesitos limpeza, hidratação e desembaraço. Gostei muitíssimoooooo!!!!!

 

Deva Low Poo!

Começando…

Consegui realizar minha transição de cabelos alisados (com henê, imaginem que transição sofrida hahahahha) em 2013, sendo que antes disso tive várias recaídas que me fizeram retocar a raiz.

De volta ao início da minha transição (ou, ao menos, da minha vontade de passar por ela): a Deva era uma das poucas marcas do mercado com essa proposta de shampoo sem sulfato e condicionador sem produtos pesados e difíceis de remover dos fios. Provavelmente era a única marca de grande alcance que tinha esse conceito, e minha curiosidade sempre foi enorme.

Para alegria das consumidoras, o mercado de hoje tem uma ótima variedade de produtos, uma espécie de febre das cacheadas.

Já usei o one condition e o angéll há uns 2 anos… o que me lembro é que AMEI o one condition (que eu usava como leave-in) e passei o angéll pra frente (não curtia cachos durinhos de gel).

Esse ano, pela primeira vez, comprei o low poo da Deva (agora com um olhar mais crítico do que eu poderia ter em 2013, já que hoje há muito mais marcas no mercado para comparar hehe).

Pra começar, esse Deva low poo que comprei foi, conforme diz o rótulo, fabricado no Brasil (diferente do meu One Condition, que eu havia comprado no morangão); não sei se há alguma diferença entre o fabricado aqui e o gringo, mas acredito que não.

DSC_0125

O cheiro é gostosinho, adocicado e frutado. A textura do shampoo é de gel. Faz pouca, mas alguma espuma.

A sensação do shampoo e da espuma é deliciosa e suave, mas o produto não ajuda a desembaraçar os fios e aparentemente não tem um grande poder hidratante nos cabelos (apesar de nas mãos e na pele a textura ser ultra macia e gostosa). A título de comparação, vejo uma semelhança de textura entre o Deva Low Poo e o Surya Color Fixation (sendo que este último limpa melhor, rende melhor e faz mais espuma).

Confesso que, agora com os fios naturais, sempre tenho a expectativa de que um shampoo (seja ele com ou sem sulfato) me auxilie, ainda que minimamente, no desembaraço dos fios, até pq não os lavo todos os dias, então rola um certo mafuá e uma fartura de nós hahahahha.  Infelizmente o Deva me frustrou nesse quesito.

Também não achei os fios impecável e absurdamente limpos… ficou razoável, sabe?

Além disso, o shampoo não rende!

Comprei a embalagem de 1 litro e, abaixo, a foto do que já tive que usar em três lavagens: então, no quesito rendimento, o desempenho não foi muito bom (lembrando que paguei cerca de R$ 160,00 nesse shampoo, o que me deixa mais exigente hahahahhahah).

neuDSC_0129

Tudo bem que meus cabelos já estão abaixo dos ombros, mas por cerca de 15 reais compro um shampoo de 250 ml da Phytoervas que vai limpar melhor, ajudar muito no desembaraço e render melhor também. Diga-se o mesmo do shampoo color fixation da Surya.

Por essa razão eu não compraria o Deva Low Poo novamente…

Já o one condition deixou saudades até hoje 😛